A hora que você come é tão importante quanto o quê

A hora que você come é tão importante quanto o quê

Comer em horários irregulares aumenta o risco de hipertensão, diabetes tipo 2 e obesidade

 

Pesquisadores concluíram que a hora que você come é tão importante quanto o quê você come. De acordo com dois estudos publicados quarta-feira no periódico científico Proceedings of the Nutrition Society, comer em horários irregulares está associado a um maior risco de hipertensão, diabetes tipo 2 e obesidade.

Para chegar a essa conclusão, pesquisadores britânicos e brasileiros, revisaram 28 estudos já publicados sobre o impacto dos padrões alimentares na saúde. Nosso corpo é regido pelo ritmo circadiano (relógio biológico interno), que normalmente segue um ciclo de 24 horas. Muitos processos metabólicos, como o apetite, a digestão e o metabolismo da gordura, do colesterol e da glucose, seguem este ritmo. Por isso, o nosso padrão alimentar pode alterar este relógio interno, principalmente no funcionamento de órgãos diretamente ligados à digestão, como o fígado e o intestino. Por outro lado, esse relógio também é regulado pelo ciclo claro/escuro ou noite/dia, que, por sua vez, também pode afetar a nossa alimentação.

Os resultados dessa revisão mostraram, por exemplo, que pessoas que trabalham em turnos correm um risco aumentado para câncer, doenças cardiovasculares e síndrome metabólica – o que inclui pressão alta, diabetes tipo 2 e obesidade. Já o “jetlag social”, que acontece principalmente quando as pessoas mudam seu padrão de sono aos finais de semana, foi associado a um maior risco de doenças como obesidade e síndrome metabólica, ao passo que dormir pouco está associado ao ganho de peso.

Alguns estudos mostraram também uma relação entre pular o café da manhã com piores escolhas alimentares durante o dia. Ou seja, pessoas que pulam esta refeição tendem a preferir alimentos gordurosos e mais prejudiciais à saúde, em comparação com aquelas que têm o hábito de comer quando acordam.

Outro fator tão importante quanto o que e quando você come, é com quem. De acordo com os autores, evidências apontam que a refeições familiares regulares contribuem para o desenvolvimento de hábitos alimentares saudáveis em crianças e adolescentes.

Em relação à distribuição das calorias ingeridas ao longo do dia, um estudo clínico recente mostrou que ingerir mais calorias no café da manhã do que no jantar está associado à maior perda de peso e melhoria nos níveis de açúcar no sangue. Já outros sugerem que o que você come a noite pode afetar seu índice de massa corporal (IMC) de forma diferente dependendo se você toma café da manhã regularmente ou não.

“Parece mesmo haver uma verdade por trás do ditado de que devemos tomar café da manhã como um rei, almoçar como um príncipe e jantar como um pobre. Embora tenhamos um entendimento melhor sobre o quê devemos comer, ainda nos sobra a questão de qual refeição no deveria dar a maior parte da energia do dia a dia. Apesar de estudos sugerirem que consumir mais calorias tarde da noite está associado à obesidade, ainda estamos longe de entender se nossa ingestão de energia deve ser distribuída igualitariamente ao longo do dia ou se o café da manhã deve mesmo fornecer a maior proporção de energia, seguido do almoço e do jantar.”, disse Gerda Pot, pesquisadora do King’s College London e principal autora dos estudos.

Referencia: http://veja.abril.com.br/saude/a-hora-que-voce-come-e-tao-importante-quanto-o-que/

Psoríase

Mudança de personalidade pode ser sinal precoce de Alzheimer